segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Crise no vestibular


Não bastava o povo estar pagando o erro do governo, resultando na grave crise econômica e politica. Elevando os custos de mercadorias, do dolar/euro e dos transportes. Fazendo o custo de vida de um país inteiro dificultar, os estudantes entraram na nova crise. Além das ocupações, contra a reorganização, mas uma crise do Vestibular.

Só parei para pensar no vestibular quando entrei no seu esquema enquadrado. Além de passar de ano, o estudante tem o vestibular desde os primórdios do ensino, este o esquema. Milhares de pessoas se matando para uma vaga, um verdadeiro Jogos Vorazes real. Daria até o nome de um filme, "O massacre pela vaga". Agradeço por não estar prestando para medicina, adoro a minha cabeça no lugar e estar respirando.

O ano de 2015, se destacou pelas inúmeras crises e nem preciso citar alto tão visível. Terminando com mais uma crise, a alta da pontuação para entrar na faculdade dos sonhos e a dificuldade do ENEM.

Onde se viu uma área de humanas, como o jornalismo, estar a 20 pontos a menos de medicina, nas notas de corte da USP. Ou  precisar de 700 pontos do ENEM em 8 categorias para passar na USP. Ou passar 3 dias entrando sem parar na ProUni para ver quantos já roubaram a sua vaga. Somos obrigados a quase morrer por isso ?

Os país dizem o vestibular deles ter sido mais fácil e nas grandes possibilidades de hoje. O que não muda é a grande quantidade de estudo e esforço nosso e deles. Os sonhos são os mesmos, um futuro através da faculdade.

O estudo aumentou, as notas de corte subiram, os desafios dobraram e a dificuldade nas provas se atualização. Creio ser um crise já existente e nunca tenhamos parado para pensar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...